DESOCIDENTALIZANDO A IMAGEM SOBRE A CHINA: UM OLHAR SOBRE O CONTRA-FLUXO MIDIÁTICO CHINÊS NO BRASIL

  • Alana Camoça, Universidade Federal do Rio de Janeiro , Brasil
  • Mayara Araújo, Universidade Federal Fluminense , Brasil

Resumen


As narrativas sobre a China que circulam em países ocidentais através dos meios de comunicação tradicionais corroboram com a disseminação de determinados discursos e visões de mundo exotizadas que acabam fortalecendo assimetrias e dependências entre os países - reforçando a percepção da China como «o Outro». No século XXI, a China tem buscado assumir o controle das narrativas que circulam sobre si em outros territórios, com o objetivo de promover a sua voz internacionalmente, investindo na  internacionalização de sua mídia e em sua produção midiática. À luz do debate pós-colonial acerca do Orientalismo, o artigo reflete sobre como a China busca desocidentalizar visões e narrativas e analisa sobre a internacionalização da mídia chinesa na América Latina, tomando como base o caso brasileiro.

  • APA
  • MLA
  • Como citar este artículo
Camoça, A., & Araújo, M. (2021). DESOCIDENTALIZANDO A IMAGEM SOBRE A CHINA: UM OLHAR SOBRE O CONTRA-FLUXO MIDIÁTICO CHINÊS NO BRASIL. Intus - Legere Historia, 15(1), 186-204. doi:https://doi.org/10.15691/%x
Camoça, Alana, & Mayara Araújo. "DESOCIDENTALIZANDO A IMAGEM SOBRE A CHINA: UM OLHAR SOBRE O CONTRA-FLUXO MIDIÁTICO CHINÊS NO BRASIL." Intus - Legere Historia [En línea], 15.1 (2021): 186-204. Web. 15 oct. 2021

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-CompartirIgual 4.0 Internacional.